A história do Zé Passarinho

APela saída que tEem, da vadiagem, alguém
chamou-lhe o Zé PassarAinho.
Fala em verso e as mulhEeres, ao fim de duas colhDeres,
leva-as no bico p'ró nAinho.

Sabe os fados do Alfredo, rima que até mete medo.
Nesta função é doutor.
Tem os tiques de fadista: mão no bolso, lenço e risca.
"Baixem a luz por favor!"

Uma triste noite ao frio, cantava-se ao desafio
para aquecer as paixões,
quando um estranho se levanta, p’ra mostrar como se canta,
faz-se à Rosa dos Limões.

O povo ficou sentido com aquele destemido.
Hás-de morrer engasgado!
Palavra puxa palavra, desata tudo à estalada
com o posto ali ao lado.

Nem foi preciso a carrinha; tudo na sua perninha
numa linda procissão.
Das perguntas com carinho, ficou preso o Passarinho
só para investigação.

Nasce o dia atrás da Sé e ninguém arreda pé
nem por dó, nem por esmola.
O povo ficou sentado para ouvir cantar o fado:
Passarinho na gaiola.

Música: Ala dos Namorados
Letra:
Diagrama de Acordes
A major


Pauta

Este título ainda não tem pauta disponível.
Se quiseres colaborar com o Vitamina C e partilhar o ficheiro que falta, vai a esta página!
Enviar Pauta

Vídeo

Áudio

Este título ainda não tem áudio disponível.
Se quiseres colaborar com o Vitamina C e partilhar o ficheiro que falta, vai a esta página!
Enviar Áudio

Info

Intérprete(s):
O primeiro e mais completo cancioneiro de inspiração cristã.
A animar os jovens na Igreja
desde o início do milénio
Adquirir Cancioneiro
Entidade: 21800
Referência: 416 367 276
Esta transação aparecerá no seu extrato como "Online Payment Platform B.V.". Nesta modalidade, o valor mínimo de carregamento é 10€.
Vê mais formas de nos ajudar, aqui.
plugins premium WordPress chevron-downmenu-circlecross-circle linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram