Balada do desajeitado

Sei de alguGém
Por demAmais envergonhBmado
Que por ser tCão desBmajeitAmado
Nunca fDoi capaz de falGar
Só que hoje
Viu o tempo que perdeu
Sabes esse alguém sou eu
E agora eu vou-te contar

Sabes lCá
O que é que eu tenho passGado
Estou sAmempre a fazBmer-te sinCais
E tu nDão me tens ligGado
E aqui estou eu
a ver o tempo a passar
a ver se chega o tempo
De haver tempo para te falar

Eu não sGei o que Cé que te hei-de dDar
Nem sei GinventCar frases bonDitas
Mas aprCendi uma ontem
Só quDe já me esqueci
Então Colha gosto mDuito de tGi

Podes crer
Que à noite o sono é ligeiro
Fico à espera o dia inteiro
Para poder desabafar
Mas como sempre
Chega a hora da verdade
E falta-me o à vontade
Acabo por me calar

Falta-me jeito
Ponho-me a escrever e rasgo
Cada vez a tremer mais
E às vezes até me engasgo
Nada a fazer
É por isso que eu te conto
É tarde para não dizer
Digo como sei e pronto

Info

Música: Quadrilha
Letra: Quadrilha

Tags

Este título tem elementos em falta: 
pauta 
áudio 
Se quiseres colaborar com o Vitamina C, envia email para [email protected]
Este título não tem áudio disponível.
O primeiro e mais completo cancioneiro de inspiração cristã.
A animar os jovens na Igreja
desde o início do milénio
Adquirir Cancioneiro
Entidade: 21800
Referência: 416 367 276
Esta transação aparecerá no seu extrato como "Online Payment Platform B.V.". Nesta modalidade, o valor mínimo de carregamento é 10€.
Vê mais formas de nos ajudar, aqui.
chevron-downmenu-circlecross-circle linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram