Balada astral

Quando DEeus pôs o mAundo e o cEéu a girBar
bEem lá no fC#mundo sBabia que por aquAele andar
F#mele te havia de Bencontrar

Minha mãe no segundo em que aceitou dançar
foi na cantiga dos astros a conspirar
e do seu cósmico vagar

MandC#maram teu pG#mai sorrir pAara tua mEãe
pG#mara que tC#mu existF#misses tambBém

Era um dia bonito e na altura eu também
o infinito ainda se lembrava bem
do seu cósmico refém

E eu que pensava que ia só comprar pão
e tu que pensavas que ias só passear o cão
a salvo da conspiração

Cruzamos caminhos tropeçamos no olhar
e o pão desse dia ficou por comprar

E ensarilharam-se as trelas dos cães
os astros os signos os desígnios as constelações
as estrelas os trilhos e as estrAadas dos dEois

Música: Miguel Araújo
Letra:
Diagrama de Acordes
A major


Pauta

Este título ainda não tem pauta disponível.
Se quiseres colaborar com o Vitamina C e partilhar o ficheiro que falta, vai a esta página!
Enviar Pauta

Vídeo

Este título ainda não tem vídeo disponível.
Se quiseres colaborar com o Vitamina C e partilhar o ficheiro que falta, vai a esta página!
Enviar Vídeo

Áudio

Este título ainda não tem áudio disponível.
Se quiseres colaborar com o Vitamina C e partilhar o ficheiro que falta, vai a esta página!
Enviar Áudio

Info

Intérprete(s):
O primeiro e mais completo cancioneiro de inspiração cristã.
A animar os jovens na Igreja
desde o início do milénio
Adquirir Cancioneiro
Entidade: 21800
Referência: 416 367 276
Esta transação aparecerá no seu extrato como "Online Payment Platform B.V.". Nesta modalidade, o valor mínimo de carregamento é 10€.
Vê mais formas de nos ajudar, aqui.
plugins premium WordPress chevron-downmenu-circlecross-circle linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram