Lisboa à noite

LisbGmoa adormeceu, já se acenderam
Mil velas nos altares das colD7inas.
Guitarras, pouco a pouco, emudeceram,
Cerraram-se as janelas pequenGminas.
Lisboa dorme um sono repousado,
Nos braços voluptuosos do seu TCmejo,
Cobriu-a a colcha azul do céu estrelGmado
E a brisa vAmeio, a mD7edo, dar-lhe um bGeijo.

Lisboa andou de lado em lado,
Foi ver uma toirada, depois bailG7ou, bebAmeu. Cm
LisbGoa ouviu cantar o fE7ado,
Rompia a madrugAmada, quando D7ela adormecGeu.

Lisboa não parou a noite inteira,
Boémia, estouvanada, mas bairrista,
Foi à sardinha assada, lá na feira,
E à segunda sessão duma Revista.
Dali p'ró Bairro Alto enfim galgou,
No céu, a lua cheia refulgia,
Ouviu cantar a Amália e então sonhou
Qu'era a saudade, aquela voz que ouvia.

Música: Amália Rodrigues
Letra:
Diagrama de Acordes
A major


Pauta

Este título ainda não tem pauta disponível.
Se quiseres colaborar com o Vitamina C e partilhar o ficheiro que falta, vai a esta página!
Enviar Pauta

Vídeo

Áudio

Este título ainda não tem áudio disponível.
Se quiseres colaborar com o Vitamina C e partilhar o ficheiro que falta, vai a esta página!
Enviar Áudio

Info

Intérprete(s):
O primeiro e mais completo cancioneiro de inspiração cristã.
A animar os jovens na Igreja
desde o início do milénio
Adquirir Cancioneiro
Entidade: 21800
Referência: 416 367 276
Esta transação aparecerá no seu extrato como "Online Payment Platform B.V.". Nesta modalidade, o valor mínimo de carregamento é 10€.
Vê mais formas de nos ajudar, aqui.
plugins premium WordPress chevron-downmenu-circlecross-circle linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram